sábado, abril 09, 2005

Num mundo Invísivel

Acordei assustada...olhei à minha volta e nada via..aliás, tudo o que via era bastante cinzento, muito nublado e frio...
Era este o começo de uma longa viagem...
Tudo me deixava curiosa, a cada passo que dava, sentia uma imensa curiosidade em decobrir o que estaria para lá daquela "cortina" de nuvens em vapor...Continuei sem parar, sem sequer olhar para trás...pois no fundo sentia-me bem ali, talvez atracção pelo desconhecido!
Os meus passos eram leves, suaves, como se caminhasse sob algodão, literalmente, como se caminhasse por entre as Nuvens!
No horizonte avistei um pequeno pontinho...uma luz que de certa forma era eterna, parecendo levar-me ao infinito, estaria eu no rumo certo?
Mas...continuei, sem parar, nem cansaço sentia, era mesmo estranho!
A luz, sim, aquele pontinho continuava la...não se deslocava nem um milímetro, talvez esperasse por mim, rezava para que não desaparecesse, assim sempre tinha algo que me guiasse.
Finalmente, quando sentia que a viagem chegava ao destino (incerto), quando já a luz me ofuscava os olhos, fui sugada...fui como que abduzida daquele sítio, e, uma força mágica "arrastou-me" para um imenso campo de flores, onde cai, rebolei...penso que, até adormeci...
...Acordei, o meu corpo estava dorido, e afinal estava na minha cama, ainda hoje penso naquela força que me Conduzia, até onde? não sei...
A imagem acima é apenas o retrato memorial que sobrou na minha inconsciência...

1 comentário:

Anónimo disse...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. film editing schools